10 de dez de 2013

Firefox 26 roda plugin somente ao clicar e leva Bing e Yahoo ao Android

Mozilla Firefox 26 chegou com muitas novidades. A fabricante liberou a nova versão do seu navegador nesta terça-feira (10) e, com ele, agora os usuários do Android terão o Bing e o Yahoo como buscadores do browser. Na versão desktop, plugins Java não mais serão carregados automaticamente; somente quando o usuário clicar neles com a chegada da função "Click to Play".
Este recurso na versão para computadores era aguardado há um tempo e a Mozilla já havia revelado planos de lançá-lo para todos os tipos de plugin. Mas, o resultado final, pelo menos no Firefox 26, foi limitado para funcionar com o Java. Na prática, isso dá liberdade ao usuário e mais velocidade ao carregar sites. 

Firefox ainda não foi contaminado com o código árabe (Foto: (Foto: Reprodução/Internet))
Sendo assim, o Firefox só carrega os plugins de Java quando os usuários clicam para interagir com eles. Será possível também escolher ativar estes plugins automaticamente em um site confiável e que o usuário saiba que precisará usar. Assim, o carregamento é feito “à moda antiga” e poupa o trabalho dos cliques a cada visita à mesma página.
Além disso, o Firefox 26 para desktop também tem melhorias gerais de desempenho e correções de bugs, como de costume em todos estes updates. As mudanças que são mais significativas também vêm do aplicativo para Android. Agora, ele vai concorrer ainda mais com o Google Chrome, browser concorrente.
Firefox ganhou novidades em atualização (Foto: Reprodução/TNW)

Isso porque adotou oficialmente Bing e Yahoo como opções de sites de buscas para os seus usuários. Nada de Google.com, e dentro do próprio sistema da gigante das buscas. O Firefox 26 mobile ganhou também correções de bugs e melhorias de desempenho, uma nova homescreen, com a interface repaginada e a navegação mais fluida.
O update da versão para desktop já está disponível e quem tem o navegador no computador deve passar por uma atualização automática. Já na versão móvel, a distribuição é mais lenta, e chega aos poucos para os usuários.