2 de dez de 2013

´Temos muito para revelar sobre o Xbox One´, diz diretor da Microsoft

O lançamento do Xbox One no Brasil, ao mesmo tempo que nos Estados Unidos, pode ser considerado um marco na história dos games. Nem mesmo as falhas detectadas pelos usuários parecem ter afastado o público, que surpreendeu até mesmo a Microsoft. "Há muito o que comemorar. Nunca um console tinha sido lançado no Brasil exatamente no mesmo dia em que no resto do mundo. Foi um lançamento pra valer, não apenas simbólico", diz Francisco Simone, diretor de vendas da companhia.

Entre agradecimentos, Francisco Simon, diretor de Marketing da Microsoft, disse que o lançamento atingiu proporções maiores do que o imaginado (Foto: TechTudo/Renato Bazan) (Foto: Entre agradecimentos, Francisco Simon, diretor de Marketing da Microsoft, disse que o lançamento atingiu proporções maiores do que o imaginado (Foto: TechTudo/Renato Bazan))

O executivo confessou que se viu surpreso com a demanda do console, muito além das expectativas iniciais da Microsoft, e agradeceu aos consumidores pela paixão que encontrou no Brasil. Ele lembra ainda que essa política - de lançar o console no Brasil - explica até mesmo o Kinect, que entende praticamente todos os comandos de voz em português, e dá ainda um outro aviso importante para quem estiver interessado no Xbox One nacional: "Ao longo das próximas semanas, a gente vai revelar todo o conteúdo, potencial e funcionalidades que o Xbox One terá no Brasil".
TechTudo: Como você avalia o lançamento do Xbox One no Brasil?
Francisco Simon: Foi uma noite histórica, ficamos extremamente contentes porque, pela primeira vez, um console de uma nova geração foi lançado no Brasil simultaneamente com os Estados Unidos e o resto do mundo. E não apenas lançado simultaneamente, foi lançado também com produção local. São 13 países do mundo que participaram do lançamento e o Brasil foi um deles.
TT: Qual a expectativas de vendas brasileiras para a Microsoft nos próximos meses, tanto para o Xbox One quanto para o 360?
FS: O Xbox 360 construiu a liderança absoluta no mercado brasileiro por causa da produção local, dois anos atrás, e por toda o valor para o consumidor brasileiro. Nós entedemos que o Xbox One vai contribuir para consolidar nossa participação no Brasil. Lembrando que o One não é substituto do 360, mas uma nova plataforma, uma outra proposta de valor para consumidor brasileiro. O Xbox 360 continua, tem muitos anos ainda de desenvolvimento. Continuaremos lançando conteúdo específico de grandes franquias e jogos conhecidos do 360.
TT: Quando você fala de conteúdo específico para o 360, fala do quê?
FS: Todos os grandes títulos que são conhecidos. A gente continuará investindo na plataforma 360. Não foi substituída, até porque tem posicionamento de preço completamente diferente da outra.
TT: A festa que vocês deram no dia do lançamento do Xbox One lembrou muito a celebração do primeiro dia do Xbox 360, em 2005.
FS: Foi o momento da celebração. A gente estava lá, extremamente contente e orgulhoso do momento histórico. Novamente: nunca um console tinha sido lançado no Brasil exatamente no mesmo dia em que no resto do mundo. Foi um lançamento pra valer, não apenas simbólico. O Xbox One está sendo produzido localmente, com todos os textos em português, comandos de voz em português, jogos localizados, produzidos localmente também, com português do Brasil. Foi uma celebração.
Entrada do salão de festas com o Xbox One (Foto: TechTudo/Renato Bazan) (Foto: Entrada do salão de festas com o Xbox One (Foto: TechTudo/Renato Bazan))
TT: O que podemos dizer dos próximos passos da empresa?
FS: A gente vai ter muito para revelar ainda sobre o Xbox One nas próximas semanas. Nem começamos a mostrar o potencial que o Xbox One oferece – ele está para revolucionar não apenas a experiência do jogador hardcore, mas também o entretenimento dentro da casa, dentro da família. Ainda temos muito para mostrar nesse sentido.
TT: Vocês planejam cooperar com operadoras de TV a cabo e telefonia por aqui?
FS: Nesse momento, não temos nada específico para confirmar, mas para que o Xbox One funcione para transmissão de TV ao vivo, você precisa conectar a saída da TV a cabo ao Xbox One para controlá-la por ele. Temos muitas oportunidades de consumo de entretenimento através do Xbox One, seja com TV ao vivo, aplicativos, consumo on-demand, Internet, Skype, jogos. Diversos conteúdos.
TT: Como você julga a reação do público brasileiro ao lançamento do novo Xbox?
FS: Foi fantástica! Começamos o contato com o público brasileiro na Brasil Game Show, pouco tempo atrás, e tínhamos quatro jogos com demos: o Killer Instinct, Forza 5, Dead Rising 3 e Ryse: Son of Rome. Os quatro jogos tiveram continuamente filas de aproximadamente três horas para experimentar três minutos de demo. Esse foi o entusiasmo do consumidor brasileiro. Estamos extremamente contentes de termos lançado o Xbox One por aqui – foi um projeto que começou muitos meses atrás.