19 de jan de 2014

BioShock, Batman e WoW: conheça os games que viraram jogos de tabuleiro

BioShockBatman: Arkham CityWorld of Warcraft e Uncharted, o que eles têm em comum? São todos videogames que ganharam versões em jogos de tabuleiro modernos. Esqueça aquele esquema de War, Banco Imobiliário e similares, o que conta aqui são mecânicas inteligentes e que nem sempre dependem de sorte, e sim da estratégia do jogador, para vencer em uma aventura “offline” entre amigos. Conheça os principais games que receberam, ou ainda vão receber, versões em jogos de tabuleiro.
BioShock Infinite é um dos games que viraram jogos de tabuleiro (Foto: Divulgação)
BioShock: Siege of Columbia (Já disponível)
BioShock: Siege of Columbia é um jogo de tabuleiro inspirado por BioShock Infinite. A principal diferença é que os jogadores não controlam a dupla Elizabeth e Booker, os heróis do game, mas sim as facções que lutam pelo destino destes personagens e tentam dominar todo o mapa ao utilizar armas, criaturas e até armadilhas para isso.
BioShock: Siege of Columbia (Foto: Divulgação)
Siege of Columbia é um jogo extremamente complexo e não indicado a iniciantes, pois utiliza uma série de regras que envolvem cartas, miniaturas, mapa com diversas marcações e regras para movimentação das peças que não são controladas pelos jogadores. Porém, para quem tiver um tempo de ler a regra com calma, trata-se de um dos títulos recentes mais bem produzidos no mercado.
The Witcher Adventure Game (Primeiro trimestre de 2014)
The Witcher Adventure Game é um dos games desta lista que ainda vai ser lançado. Inspirado na famosa série The Witcher, que já rendeu três jogos eletrônicos, Adventure Game te deixa controlar os personagens da aventura original, como Geralt de Rivia, Yarpen Zigrin e Triss Merigold. Juntos, eles viajam pelo mapa em uma experiência cooperativa.
The Witcher Adventure Game (Foto: Divulgação)
Os objetivos são variados e funcionam de acordo com a missão escolhida. Há diversos vilões que precisam ser combatidos e vencidos com a cooperação dos jogadores e o uso de cartas, habilidades especiais e rolamento de dados. É importante saber o que seu personagem faz para também saber como lidar com determinado tipo de situação que vai ocorrer pela frente no caminho.
Batman: Arkham City Escape (Já disponível)
Batman pode não ser um personagem originário dos videogames, mas seus jogos recentes fizeram um enorme sucesso, a ponto de ter um jogo de tabuleiro oficial em Batman: Arkham City Escape. Direcionado para apenas dois jogadores, trata-se de uma aventura competitiva, onde um dos lados controla o Homem-Morcego e o outro os seus conhecidos vilões.
Batman: Arkham City Escape (Foto: Divulgação)
O objetivo dos vilões, claro, é derrotar Batman ao utilizar uma série de táticas e habilidades, mas o herói não está despreparado e virá com uma série de objetos e equipamentos, além do cinto de utilidades, sempre presente e com muitas “cartas na manga”. No total, 40 vilões estão disponíveis para quem desejar cumprir esta difícil – e divertida – missão.
Uncharted: The Board Game (Já disponível)
Para até quatro jogadores, Uncharted: The Board Game coloca os participantes no mundo da popular série do PlayStation, onde é possível controlar um caçador de recompensas e completar as missões de forma competitiva.
Uncharted: The Board Game (Foto: Divulgação)
Trata-se de um jogo que utiliza muito o fator sorte, já que é preciso utilizar um baralho aleatório de cartas para aplicar habilidades e outros modificadores que podem beneficiar sua missão. Apesar da mecânica que pode não agradar, é um jogo divertido, mas que não conta com a participação direta dos personagens da série.
World of Warcraft: The Boardgame (Fora de circulação)
Um dos jogos mais raros desta lista, World of Warcraft: The Boardgame é a adaptação oficial do MMORPG da Blizzard para os tabuleiros. Infelizmente, a editora que o lançou não detém mais os direitos de publicação e por isso ele saiu de catálogo há algum tempo, o que o tornou item de colecionador – em alguns locais ele pode ser encontrado por preços como R$ 400 ou R$ 500.
World of Warcraft: The Boardgame (Foto: Divulgação)
Porém, a raridade é compensada, já que é um game extremamente temático e bem produzido, retratando fielmente o esquema de completar missões do popular MMO. Mas isso tem um preço, pois ele é também um jogo bem longo, onde uma partida pode ultrapassar as três horas de duração, então é bom preparar um bom lugar para se sentar na mesa.
Gears of War: The Board Game (Já disponível)
Outro extremamente temático de forma positiva é Gears of War: The Board Game, onde os jogadores controlam soldados COG de forma cooperativa para limpar o mapa de hordas e mais hordas de Locusts. Há missões inspiradas em Gears of War 1 e 2, algumas delas estão entre as mais clássicas, inclusive.
Gears of War: The Board Game (Foto: Divulgação)
O mais interessante é que os mapas das missões são construídos de forma aleatória na mesa, então uma partida dificilmente vai ser parecida com a outra. É claro que a dificuldade também é alta, apesar das regras não serem tão difíceis de se entender. Há ainda uma expansão disponível, o Mission Pack 1, que adiciona missões inéditas.
Tetris Link (Já disponível)
Tetris Link não pode ser considerado exatamente um jogo de tabuleiro, pois utiliza uma estrutura vertical de plástico, mas há regras que são totalmente baseadas em mecânicas do tipo e é inspirado em um dos games mais populares de todos os anos.
Tetris Link (Foto: Divulgação)
Em Tetris Link os jogadores competem com suas peças coloridas, que devem ser encaixadas na vertical na estrutura que tem uma grande placa transparente. Ao encaixar as peças, formam-se pontos, mas ao mesmo tempo a matriz vai ficando cheia, e a partida acaba quando não é possível encaixar mais. O jogo é muito rápido e dura no máximo 15 minutos, mas é incrivelmente divertido e simples.
Mega Man: The Board Game (Outubro de 2014)
Mega Man: The Board Game também não foi lançado, mas promete ser um dos jogos de tabuleiro mais divertidos dos últimos tempos. O jogo foi financiado por fãs com sucesso no site Kickstarter e diversos brindes foram produzidos, já que a meta foi ultrapassada em mais de 100%.
Mega Man: The Board Game (Foto: Divulgação)Mega Man: The Board Game (Foto: Divulgação)
Pouco se sabe ainda sobre a mecânica principal, mas sabemos ao menos que os jogadores irão controlar cópias de Mega Man, que devem invadir as fases e derrotar os chefões. Personagens como Dr. Willy, Dr. Light e Roll também devem marcar presença com miniaturas próprias.
Doom: The Boardgame (Fora de circulação)
Assim como World of Warcraft, Doom: The Boardgame está fora de circulação, mas não por questão de direitos autorais, mas sim por se tratar de um jogo bem antigo, datado de 2004. Apesar da idade, podemos dizer que ele envelheceu muito bem e envolve mecânicas cooperativas divertidas e duradouras.
Doom: The Boardgame (Foto: Divulgação)Doom: The Boardgame (Foto: Divulgação)
Para um número de jogadores entre 2 a 4, Doom: The Boardgame te coloca para lutar contra as hordas infernais que infestaram a base de Marte, de forma bem fiel ao jogo original, principalmente inspirado em Doom 3, por conta do visual.
Age of Empires 3: The Age of Discovery (Já disponível)
Age of Empires 3: The Age of Discovery é inspirado pela popular série de games de estratégia e funciona como um jogo de tabuleiro totalmente voltado para a tática, utilizando quase nada em termos de elementos de sorte.
Age of Empires 3: Age of Discovery (Foto: Divulgação)
Com Age of Empires 3: The Age of Discovery é preciso saber posicionar seus trabalhadores e unidades militares no mapa para angariar recursos, defender suas bases ou atacar os inimigos, justamente como funciona no game original. Ele é ainda um dos jogos de tabuleiro mais bonitos já feito, com miniaturas de personagens totalmente detalhadas de acordo com a classe. Vale a pena conferir.