23 de jan de 2014

Facebook deve perder 80% dos usuários até 2017, diz estudo

Foto: Reprodução/3News.
Facebook deverá ter uma queda drástica de relevância nos próximos anos, com a queda de 80% de seus usuários ativos. Quem dá a notícia catastrófica é um estudo feito pela Universidade de Princeton e divulgado nesta quinta (23) pela Time.
O estudo foi feito por pesquisadores de engenharia mecânica e aeroespacial da universidade baseado em modelos epidemiológicos para entender como funciona a dinâmica dos usuários em redes sociais. Ele comparou a ascensão do Facebook ao comportamento de uma doença infecciosa que se alastra entre grupos de pessoas.
Os pesquisadores acreditam que a queda será de 80% até 2017. O estudo, no entanto, ainda não foi revisado. Veja aqui o link para tirar suas próprias conclusões.
O MySpace foi usado como base para explicar a ascenção e queda de uma rede social. O Orkut, do Google, também atingiu um ponto de saturação e hoje vive um panorama distante dos tempos áureos: há muito spam, vírus e quase ninguém comentando nada relevante.
Se o modelo pesquisado em Princeton estiver correto, os usuários irão perder o interesse no Facebook com o passar dos anos. Outros relatórios mostram que o interesse de adolescentes no Facebook vem caindo. Em três anos, a rede perdeu 3 milhões de usuários entre 13 e 17 anos.
No Brasil, no entanto, a situação é diferente já que a inclusão digital ainda está em curso. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada em setembro do ano passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 83 milhões de pessoas no Brasil com mais de 10 anos possuem acesso à internet. Desse montante, 56% acessam a internet pelos smartphones, informou o IAB Brasil em parceria com a comScore.