17 de fev de 2014

Criador da Dogecoin recusa US$ 500 mil para manter moeda comunitária


Jackson Palmer, o fundador da Dogecoin, tem mostrado que seu desejo é realmente manter a moeda fora dos holofotes do mundo financeiro. 

Em entrevista ao Techly, Palmer declarou já ter recusado ofertas grandes de investimento, inclusive uma de US$ 500 mil.

Ele confirmou que não tem interesses financeiros sobre a moeda, mas admitiu ter conversado com duas empresas de venture capital, uma dos Estados Unidos e outra da Austrália, onde vive.

Em conversa com o The Next Web, Palmer declarou que a Dogecoin deve permanecer uma moeda comunitária que só pode ser usada para filantropia.

Ele alertou que as pessoas não vão ficar ricas com sua moeda, ao contrário do que se espera com a Bitcoin.