12 de jan de 2014

As prováveis especificações dos smartphones top de linha em 2014

As prováveis especificações dos smartphones top de linha em 2014

Mais um ano que começa a todo vapor no mundo da tecnologia. A comilança das festas de fim de ano ficou para trás e agora é hora de começar a preparar o espírito para o que está por vir – afinal de contas, o mercado da tecnologia não descansa nem um minuto.

Se a CES 2014, que acontece nos primeiros dias do ano, já trouxe algumas novidades importantes, as especulações a respeito dos lançamentos que devem acontecer ao longo do ano também pipocam por todos os lados.

E no ano em que acontece a Copa do Mundo do Brasil, diversas mudanças importantes no mundo dos smartphones devem se concretizar. Novas linhas de processadores e diversas tecnologias de displays podem finalmente chegar ao mercado, algo que provavelmente vai fazer bastante barulho ao longo do ano.


Telas curvas


As telas curvadas não são nenhuma novidade – e aparecem nas feiras de eletrônicos já há alguns bons anos. O fato é que apesar de diversos conceitos pipocarem na internet, enquanto algumas demonstrações sempre foram vistas nos eventos de tecnologia, nunca tivemos um prognóstico de quando é que esse tipo de recurso chegaria, de fato, às nossas mãos.


Em 2014, entretanto, essa realidade pode começar a mudar. E isso é a LG, em seu estande na CES 2014, que já nos mostra de cara, no comecinho do ano. Isso porque o LG G Flex já chegou ao mercado sul-coreano, trazendo uma pegada e curvas nunca antes vistas em um smartphone.

Para quem não sabe, a tela do LG G Flex é feita de um plástico super-resistente e utiliza a tecnologia P-OLED. Para completar, o display possui nada menos do que seis polegadas de tamanho – algo que acaba posicionando o aparelho na categoria dos chamados phablets.
A LG não é a única companhia a trazer esse tipo de tecnologia em 2014, uma vez que é muito provável que outras empresas também acabem lançando gadgets seguindo essa linha. Será que até mesmo as faladas telas flexíveis podem chegar às prateleiras neste ano?

Display com qualidade 2K


Falando em novos displays, a tela curva do LG G Flex não deve ser a única grande novidade no mercado mobile em 2014. De acordo com as especulações que já rolam pelo mundo da internet, é muito provável que gadgets com qualidade de tela de 2K sejam lançados ainda este ano.

As prováveis especificações dos smartphones top de linha em 2014

Tela curva e com qualidade 2K? (Fonte da imagem: Divulgação/Galaxy S5 Info)

Na verdade, acredita-se que todos os aparelhos de ponta – e que darão continuidade às linhas de alto desempenho das principais fabricantes – terão as ditas telas com resolução 2K. Isso inclui os vindouros Galaxy S5 e LG G3, além de aparelhos como o novo HTC One 2.

Gadgets desenvolvidos por outras gigantes, como a Sony e a Huawei, também devem ser anunciados ao longo do ano. Vale destacar que o primeiro aparelho a ter a resolução de 1440x2560 especulada de forma mais energética foi o até então desconhecido Oppo Find 7.  Ou seja, isso deve acabar se tornando uma espécie de “padrão” para o mercado de portáteis high-end.

Além disso, a própria Samsung já admitiu acreditar que até o final de 2015 os principais smartphones do mercado deverão contar com displays 4K, algo capaz de proporcionar uma qualidade absurda de imagem – isso se levarmos em conta somente a diferença gigantesca que já existe entre as taxas de ppi das TVs e dos portáteis.

As prováveis especificações dos smartphones top de linha em 2014


Ainda falando das telas, vale destacar também que alguns aparelhos podem surgir com mais de um display, algo semelhante ao Galaxy Folder, por exemplo, que funciona como um smartphone com flip, mas que ao invés de um teclado físico, tem uma segunda tela touchscreen.

Processadores de 64 bits


Para conseguir produzir e levar para você imagens em qualidade 2K (ou mesmo 4K) é preciso contar com um hardware poderoso. E o cérebro dos próprios smartphones promete ganhar um upgrade e tanto em 2014.
As prováveis especificações dos smartphones top de linha em 2014

A Qualcomm, por exemplo, apresentou na CES 14 o seu primeiro processador de ponta com tecnologia 64 bits, o Snapdragon 805. Um dos seus grandes diferenciais, segundo a própria companhia, é o fato de que o seu processamento gráfico já é capaz de aguentar a bronca na hora de reproduzir conteúdos em 4K.

Isso tudo seria conseguido graças à nova GPU Adreno 420 — a qual a Qualcoom afirma ter 40% mais poder de fogo do que os modelos anteriores e que estão presentes nos chipsets atuais, como a Adreno 330, contido no Snapdragon 800, atual carro-chefe da empresa.

E dar a conta no recado com as imagens não é o único grande triunfo do Snapdragon 805. O processamento de dados fica por conta da CPU Krait 450, que também impressiona. Com os seus quatro núcleos rodando a 2,5 GHz e a comunicação com a memória acontecendo a impressionantes 25,6 gigabytes por segundo, a empresa promete que o processador será capaz de trabalhar de forma bem mais rápida, lidando com mais conteúdo e ainda fazendo tudo isso consumindo bem menos energia.

Processador de 64 bits do iPhone 5S teria


A Qualcomm, no entanto, não é a única a trabalhar com os 64 bits no mundo dos aparelhos mobile. A Apple, com o seu processador A7, já saiu na frente, produzindo o seu iPhone 5S já com a tecnologia 64 bits. A expectativa é que o próximo aparelho da linha venha com recursos melhorados, explorando bem mais as possibilidades da tecnologia.

Segundo especialistas, os principais diferenciais que poderão ser vistos nesse sentido serão experiências ainda melhores com os games e na reprodução de vídeos em alta qualidade, além de proporcionar muito mais facilidade na hora de utilizar recursos multitarefa, permitindo a alternância mais rápida entre programas.


Falando em jogos, a NVIDIA com o Tegra K1 promete não brincar quando o assunto são os games portáteis. Com o poder de 192 cores trabalhando a seu favor, o chip deve entregar um desempenho muito superior quando o assunto é lidar com processamento gráfico.

Para se ter uma ideia do seu poder, uma das propagandas do novo chip é a Unreal Engine 4. A quarta versão do motor gráfico mais popular dos jogos foi lançada há pouco tempo para PCs e consoles, mas já está sendo convertida para funcionar com o Tegra K1.

Com isso, de acordo com Jen-Hsun Huang, CEO da NVIDIA, o novo chip da companhia é até mesmo mais potente do que alguns consoles ainda em voga no mercado dos video games, como o Xbox 360 e o PlayStation 3, por exemplo. Nada mau, não é mesmo?

Memória RAM, armazenamento e baterias


Se os novos processadores vão permitir cada vez mais a utilização de vários aplicativos ao mesmo tempo, contar com mais memória RAM para ajudar nesse processo é algo fundamental. E aqui os padrões da indústria também devem ganhar uma “leve turbinada”.



Galaxy Note 3 já saiu na frente nesse sentido, trazendo nada menos do que 3 gigabytes de memória RAM – e a tendência é que os demais gadgets high-end também sigam essa linha, trazendo, no mínimo, esse poder de fogo quando o assunto é memória RAM. Não é dispensada a ideia de que aparelhos com 4 GB também possam chegar ao mercado ainda em 2014.

Quanto ao armazenamento interno, não há muito o que se falar, afinal de contas, alternativas diferenciadas nesse sentido não têm sido algo comum na indústria. Assim, as tradicionais opções com 8 GB, 16 GB, 32 GB e 64 GB devem ser vistas neste ano. No mundo dos Androids, a possibilidade de se expandir a memória por meio de cartões micro SD deve continuar sendo disponibilizada pela maioria das empresas.

O mercado também mostra que as baterias dos gadgets vêm crescendo em mAhs e, em muitos aparelhos, esse valor já passa dos 3.000 mAh. Não é só isso que mede a duração de energia de um aparelho, contudo, é interessante notar que as companhias vêm investindo nesse quesito – algo que deve continuar em 2014.

Análise: Sony Xperia Z1 [vídeo]

De quebra, diversos aparelhos também chegam às prateleiras com baterias não removíveis. Essa opção, algo muito criticado até um ou dois anos atrás, passa a se tornar cada vez mais comum e é muito provável que os próximos gadgets não permitam a remoção do “acessório”.


Câmeras


As câmeras devem continuar sendo alguns dos grandes trunfos em alguns aparelhos – principalmente no caso dos gadgets da linha Lumia, pois o investimento da Microsoft nesse sentido provavelmente vai continuar sendo pesado.

As prováveis especificações dos smartphones top de linha em 2014


Os processadores de 64 bits também prometem novidades nesse sentido, com um processamento de imagem e estabilização de fotos ainda mais eficiente. O recurso Chroma Flash (do Snapdragon 805), por exemplo, propõe melhorar a qualidade das fotos combinando o resultado de imagem com e sem flash.

Outras ferramentas capazes de melhorar a experiência de uso dos portáteis na hora de você produzir fotografias também deverão surgir. Por isso, gadgets com Windows Phone, Android e o novo iPhone devem trazer novidades interessantes nesse sentido em 2014.

Evolução dos sistemas e novas tecnologias


O iOS 7 trouxe grandes alterações no ambiente de uso dos iPhones, algo que acabou não agradando muitos usuários – e que causou uma pequena onda de insatisfação online, algo raramente visto quando o assunto são os produtos desenvolvidos pela Apple.

As prováveis especificações dos smartphones top de linha em 2014

Dessa forma, é de se esperar que o SO ganhe melhorias significativas com o novo “iPhone 6”, algo que otimize o sistema operacional e o faça trabalhar de maneira mais eficiente junto ao smartphone que será lançado em 2014.

A Microsoft também promete trazer algumas novidades em seus aparelhos Lumia, como investimentos mais fortes no desempenho dos gadgets na hora de rodarem games e até mesmo mais opções em aparelhos dual chip – algo importante para quem quer entrar com força nos mercados emergentes.

Já no mundo dos aparelhos Android, a expectativa fica por conta da adoção do KitKat já no lançamento dos novos gadgets. Funcionalidades muito elogiadas, como as ferramentas de espelhamento de imagem para TVs ou então os “dois toques” do LG G2, que fazem com que o aparelho ligue sem você apertar o botão de “Power”, por exemplo, podem se popularizar.

Cuspindo no prato que comeu: a Samsung vai enfrentar o Android com o Tizen?


Além disso, a Samsung promete que aparelhos com o Tizen, sistema que a companhia patrocina em conjunto com a Intel, devem chegar às prateleiras. Ou seja, novidades com relação a sistemas operacionais devem aparecer com força em 2014.  

E aí, será que alguma dessas novidades vai fazer você acabar investindo o seu suado dinheirinho em um novo smartphone? Há melhorias grandes em relação a "última geração"? Não deixe de participar nos comentários! Até a próxima!