24 de jan de 2014

Google pagará US$ 2,7 milhões a quem descobrir falhas no Chrome OS


Nesta semana um brasileiro se tornou a pessoa mais bem remunerada pelo programa de descoberta de falhas do Facebook, mas os US$ 33,5 mil que Reginaldo Silva recebeu não chegam perto da quantia oferecida pelo Google para quem quebrar a segurança do Chrome OS.

A gigante de buscas anunciou quais serão os prêmios de seu evento anual de hacking, o Pwnium 4, que acontecerá em Vancouver, no Canadá. No total serão pagos US$ 2.718,28 milhões - uma piada com o Número de Euler, conceito importante para quem escreve algoritmos.

O campeão levará para casa a quantia de US$ 150 mil, mas só se conseguir hackear o sistema operacional através de uma página da internet e, mesmo após o reboot, mantiver o controle sobre a máquina.

Haverá mais um prêmio alto, de US$ 110 mil, a ser pago por outras falhas sérias descobertas no Chrome OS que possam ser entregues pela web. E mesmo brechas pequenas serão recompensadas.