20 de jan de 2014

"Não devemos levar Mario para os smartphones", diz Nintendo

Iwata discutirá novas estratégias para a Nintendo em uma reunião com acionistas marcada para 30/1Apesar da expressiva redução nas expectativas de vendas do 3DS e Wii U, o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, afirmou nesta segunda (20) que a empresa segue confiante no mercado para os consoles, mesmo com a concorrência acirrada dos smartphones e tablets.
"A proliferação de aparelhos portáteis não significa o fim dos consoles de video games. Não é tão simples. Não significa que nós devemos colocar Mario em smartphones", disse Iwata.
A declaração veio para esclarecer comentários do próprio Iwata na última sexta-feira (17) sobre uma revisão do modelo de negócio adotado pela Nintendo.
O presidente da empresa reforçou seu argumento ao compartilhar dados sobre as vendas de "Puzzle & Dragons" para 3DS. A franquia originária dos celulares é bastante popular no Japão, e a edição para o portátil vendeu mais de um milhão de cópias em apenas um mês.
Ações caem no Japão
Quando a Nintendo anunciou as novas projeções de vendas do Wii U e do 3DS na última sexta-feira (17), a Bolsa de Valores japonesa já havia fechado, mas o impacto foi sentido nesta segunda-feira (20) com uma queda de 6,15% no valor das ações da empresa no índice Nikkei.